Polícia diz que sequestro de funcionária da Equatorial foi planejado pelo esposo

O sequestro da funcionária da Equatorial identificada como Adriana Rogério da Rocha, de 44 anos, foi planejado pelo esposo. A informação foi confirmada na manhã desta quarta-feira (25) durante uma coletiva de imprensa na sede da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL).

Segundo o secretário da SSP, coronel Lima Júnior, Jorge Tadeu Gomes Alves de 43 anos está foragido. Além dele, mais quatro pessoas participaram do crime.

Foram presos Kenedy Gomes da Silva, 23 anos e Walisson Santos Porfirio, 23. Já José Mirosmar, de 24 anos está foragido. O suspeito que morreu durante o confronto com a polícia foi Fabrízio Queiroz da Silva, conhecido como Dudé.

Segundo o delegado Thiago Prado, Fabrízio Queiroz da Silva foi apontado como suspeito de mais de 10 homicídios somente na cidade do Pilar.

Ainda segundo o delegado, a vítima estava sob a vigilância de duas pessoas. Adriana estava em um cativeiro na zona rural de pilar, nas proximidades da usina terra nova, na cidade do Pilar. Ao chegar no local, a polícia foi recebida a tiros e revidou.

25/09/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)